sapoao_generalista

Cáritas de Angola prolonga campanha para apoiar refugiados da RDCongo

A campanha de recolha de donativos organizada pela Cáritas de Angola para apoiar milhares de refugiados da República Democrática do Congo (RDCongo) vai ser estendida pelo segundo mês consecutivo, a pedido dos bispos católicos.

Segundo o director-geral da Cáritas de Angola, Eusébio Amarante, a campanha iniciada em maio, para um mês, prolongou-se até agora, devendo ser estendida até Julho a pedido dos bispos da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST).

"Vamos fazer o primeiro balanço na próxima semana, porque os bispos solicitaram para continuar a campanha. Era o mês de maio, os senhores bispos pediram para passar para Junho e agora nesta semana que acabou solicitaram para não parar a campanha e conseguir mais alguma coisa e ir levando consequentemente para o Dundo sem suspender a doação dos cristãos", explicou em declarações hoje à agência Lusa.

Eusébio Amarante informou que está previsto que o primeiro camião com os bens doados siga, na próxima semana para o Dundo, capital da província da Lunda Norte, local de acolhimento dos refugiados da RDCongo.

A acção da Cáritas de Angola surge em resposta ao apelo feito pelo Governo angolano e pelo bispo da diocese da Lunda Norte, Estanislau Chidekasse, para acudir à situação de necessidade dos refugiados congoleses, que já ultrapassam os 30.000, provenientes, desde finais de Março, da região vizinha do Kasai, que fogem à violência generalizada provocada pelas milícias de Kamwina Nsapu.

Lusa